*

Citação bibliográfica

 

Argel-de-Oliveira, M. M., 1985. Avifauna de uma área de exploração agropecuária. p. 276-277. In: Congresso Brasileiro de Zoologia, 12, Campinas, 1985. Resumos. Campinas.

 

 

 

 

Avifauna de uma área de exploração agropecuária

 

M. M. Argel-de-Oliveira

 

Departamento de Zoologia, Universidade Estadual de Campinas, SP

  

A avifauna do Retiro São Jorge (Município de São Manoel, SP) tem sido levantada desde 1978. A área total, de cerca de 30 alqueires (aproximadamente 72 ha), é coberta principalmente por pastagens (85% da área). A fazenda é cortada por um córrego, cem cujas margens há um brejo (3%) e resquícios de mata de galeria. Estes resquícios, juntamente com um trecho de capoeira - vegetação secundária de porte arbustivo-arbóreo - constituem em torno de 10% da área da fazenda. Existe ainda uma área que poderia ser chamada de peridoméstica, compreendendo edificações, curral, pomar, horta e jardins, e que representa 2% do total. Ao longo de algumas cercas que dividem os pastos desenvolveu-se uma vegetação arbustiva composta principalmente por espécies de cerrado. As observações foram realizadas com binóculos (8x40 e 15x50). Foram encontradas 117 espécies de aves, pertencentes a 14 Ordens e 33 famílias; 72 espécies são de Passeriformes. O número de espécies observado em cada ambiente foi: pasto com árvores esparsas, 32; pasto com arbustos, 12; pasto próximo ao rio, 54; cerca de arbustos, 23; brejo, 41; área peridoméstica, 60; vegetações fechadas, 38 (este número reduzido deve-se principalmente ao fato de que poucas horas de observação foram realizadas neste tipo de ambiente); sobrevoando a área, 4. A presença de árvores nos pastos parece permitir que existam aí mais espécies de aves do que em pastos com apenas arbustos. Espécies de outro modo apenas encontradas nas formações fechadas conseguem estabelecer-se na vegetação arbustiva existente ao longo das cercas.

 

alto da página

Conservação           Resumos em congressos